Cancros da Humanidade


Uma das maiores modinhas na internet atualmente é o Twitter, um site que permite á pessoa postar de qualquer lugar a qualquer hora em apenas 140 caracteres. Buscando apenas dar uma forma de comunicar e unir as pessoas, o site se popularizou e atualmente conta com milhões de pessoas, incluindo até celebridades. Infelizmente porém, a estupidez é palpável em centenas de milhares de posts que revelam um lado mais sombrio das pessoas, um lado que será apresentado… Agora.

A noite promete!

Porra, antigamente existia a porta de banheiro pra isso!

Alguém ainda assiste Cine Privê?

Ai que medo, umas minas de 14 anos vão me porrar cmofas.

Safadinho, manjando das putarias!

Hahahaha! Seu vampiro de merda é totalmente fictício! Agora a minha esposa, a Rei Ayanami, ela vive no meu coração <3.

Pior sobrenome para se ter! A não ser que fosse Gustavo_Bestialismopedófilo

Eu vi muitos posts no twitter mas esse é o primeiro post que eu vejo.

Não existe honra no mundo dos travecos.

Anúncios

Uma das leis mais conhecidas quando se lida na internet é aquela que 90% de tudo que existe é merda. E se existe um lugar onde essa lei se aplica é no site Deviantart. Criado para ser um lugar onde “artistas” divididam suas “artes” para o mundo, o Deviantart acabou por se tornar um dos maiores campos de reprodução do drama que existe. É uma terra de ninguém, onde o talento é raro, o ego é abundante e o lulz afluente.

Tão fácil que até um retardado pode (e vai) fazer!

Enquanto faculdades, galerias e outros ambientes artísticos requerem coisas fúteis como talento, esforço, gramática boa, ego menor que um planeta, o TARTistas não tem tais restrições, agraciando-nos com obras primas como as a seguir.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

AVISO: NÃO SÓ O QUE VEM A SEGUIR NÃO É RECOMENDADO Á MENORES DE 18 ANOS COMO TAMBÉM É O PONTO SEM RETORNO. ABANDONAI TODA A ESPERANÇA AQUELE QUE ENTRA AQUI. QUE OS DEUSES ME PERDOEM.

ESTOU FALANDO SÉRIO, VOCÊ NÃO VAI QUERER VER ISSO.

SÉRIO? OK, NÃO DIGA QUE EU NÃO AVISEI.

MAS

QUE

MERDA

EU

ESTOU

VENDO

PUTA

QUE

PARIU.

BEM VINDOS A INTERNET. APROVEITE A PORRA DE SUA ESTADIA, PORQUE SÓ VAI FICAR PIOR A PARTIR DE AGORA. E se você ainda quer entrar mais fundo na toca do coelho, bem, eu já mostrei o que é a ponta do iceberg.

http://www.deviantart.com/

Agora com licença que eu preciso dar um bom e velho banho de salmoura nos olhos. Mechastalin out.

Indies, hipsters, elitistas musicais.  Esses são nomes dados para denominar um grupo de pessoas extremamente boçal e escroto. Esses filhos da puta são conhecidos por exalar arrogância pelos poros, sempre rindo dos plebeus imundos que nunca ouviram falar de maravilhas como Yoñlu (Que ao contrário do Kurt Cobain, se suicidou como um n00b), Neutral Milk Hotel, Flaming Lips e outras bandinhas indies que apenas meia dúzia de panacas ouviu e passam nas madrugadas da MTV e 24 horas por dia na VH1.

Olhem para mim, sites irrelevantes me dão notas altíssimas!

Outra coisa interessante sobre Indies é a memória curta deles. Ao contrário de outros fãs, Indies difícilmente ouvem mais de um CD da mesma banda, uma vez que na época do segundo CD eles se tornariam “Vendidos”, “Mainstream” ou “Modinha”, ignorando o fato que foram eles mesmos que fizeram a porra da banda “popular” pra início de conversa.

O Indie é fácilmente reconhecido pela sua vestuário, que consiste em milhares de buttons toscos, cabelos do tipo “scene”, óculos aviador que parecem pertencer a pedófilos, sapatos all-star, boinas francesas e piercings no nariz. Eles também estão sempre armados com Ipods e Iphones, uma vez que o satânico Steve Jobs e seus canalhas da Apple criam seus produtos justamente para agradar esse tipo de filho da puta. A única coisa que os salva é o fato de NÃO EXISTIREM INDIES GORDOS, uma realização impressionante, mas anulada pelo fato de terem de trocar merda nas banhas por merda na atitude.

Primeira Indie do mundo. Ou primeiro, ela é irreconhecível de um Indie masculino.

O Indie é uma criatura manhosa, que (felizmente) evita espalhar suas asas pelo mundo para não se contaminar com mortais inferiores. Ainda assim, há diversos lugares onde um caçador possa encontrar, matar, empalhar e fazer um troféu deles.

Last.FM

Flickr

Myspace Music

O gordo mais famoso da ficção, e uma representação verdadeira dessa escória.

Whee, estreando mais uma categoria de posts, desta vez tratando do pior que a humanidade tem a oferecer. E hoje começamos com um dos mais repulsivos. Gordos. Milhares de anos atrás, a humanidade lutava para sobreviver cada maldito dia contra tigres, mamutes e outros predadores. Nesse contexto, a evolução nos ajudou permitindo que absorvessemos grandes quantidades de calorias para nos manter energizados e permitir que as pessoas pudesem passar um bom tempo sem precisar se alimentar. Com o tempo, essa necessidade se tornou fútil quando o advento da agricultura e do adestramento de animais tirou a necessidade das pessoas de ter de se sujeitar a caçar ou colher alimento. E isso nos leva ao nascimento da obesidade.

Por quê eles são um cancro?

Higiene:

Apenas um um chocolate a mais...

Gordos  são conhecidos por serem pessoas imundas. Entre suas banhas se acumulam todos os dias centenas de pedaços de comida semi digerida em decomposição, sem contar no fato que eles suam pra caralho, fazendo com que um gordo ao meio dia pareça uma galinha coberta de óleo com um fedor que faz um cadáver devorado por urubus parecer um maldito talco de bebê.

Inutilidade.

Genética não dá os colhões para fazer uma maldita dieta.

Ao contrário de aleijados, doentes mentais e pessoas com distúrbios piores, gordos não tem nada para culpar pelo fato de eles serem ineficientes e inúteis em quase todo tipo de trabalho. Até mesmo programador de UNIX, a profissão com o maior número de gordos, sofre pelo fato dos teclados serem pequenos demais para as salsichas repulsivas que gordos chamam de dedos. Gordos não podem realizar trabalhos físicos, difícilmente fazem trabalhos mentais direito e pela higiene mencionada anteriormente dificilmente conseguem trabalhos sociais. Ainda assim, eles conseguem pagar meia tonelada de cheetos ou coxinhas com o seguro desemprego.

Gordice.

O motivo mais contumaz para o ódio aos gordos. Gordos frequentemente cometem o ato da gordice. Gordice é a gigantesca aura de falha que ronda aqueles pesados o suficiente para ter um próprio campo gravitacional. Normalmente eles tentam dar uma de engraçadinhos, querendo justificar que o fato de eles serem desajeitados como um hipopótamo drogado é uma tentativa ridícula de comédia, mas mal sabem eles é que as risadas são da pateticidade desses depósitos de banha.

Próxima terça trataremos de mais pessoas horríveis. Até lá.